Diário Logo

O Diário Logo

Mogianos reclamam de trânsito intenso na Av. João XXIII após instalação de novo semáforo

Motoristas relatam que demoraram quase 1h para passar pelo trecho; prefeitura diz que mudança busca melhorar a segurança viária no local

6 de junho de 2024

Motoristas relataram, pelo menos, 300m de lentidão na via | Reprodução

Reportagem de: Fabricio Mello

O novo semáforo no cruzamento da avenida Vereador Narciso Yague Guimarães com a rua Rogério Tácola, em Mogi das Cruzes, está causando um aumento no trânsito enfrentado por quem usa a Avenida João XXIII. A reclamação dos moradores foi recebida pela redação do O Diário na manhã de hoje (6) e, segundo eles, trechos que eram feitos em 15 minutos passaram a demorar quase uma hora depois da instalação do semáforo.

O trecho é utilizado, principalmente, pelos moradores de César de Souza que trafegam em direção ao centro da cidade. Entretanto, a instalação do semáforo vem causando transtornos para os motoristas que passam pelo trecho.

“É uma mudança que deve beneficiar uns 50, 60 moradores, mas prejudica um bairro todo”, explicou Fábio Medeiros, que ainda disse que não conseguiu levar o filho para a escola a tempo por conta do trânsito no local.

“O tempo que eu levava para ir de minha casa até a Vila Oliveira era de 20 minutos, mas hoje eu levei exatamente 50 minutos. Meu filho perdeu uma prova por causa desse atraso, a João XXIII estava totalmente parada.”

Os moradores relatam que o trânsito se concentra no trecho anterior ao semáforo, com normalização do fluxo de veículos uma vez que o “obstáculo” é superado. 

“É engatar a primeira e parar. Parece São Paulo, é absurdo,” lamentou a educadora e psicopedagoga Tati Rodrigues, que também enfrentou a lentidão na João XXIII. Ela conta que foi a primeira vez que “pegou o semáforo”, já que passa o dia todo fora do trabalho, mas que já sente que a mudança gerou “uma piora na qualidade de vida” dos moradores.

A mudança também gerou reclamações entre os membros do Residencial Mosaico Essence, que estão se mobilizando através de um abaixo-assinado para contestar a instalação do semáforo.

O que diz a Prefeitura?

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Mogi das Cruzes informou, em nota enviada ao O Diário, que uma equipe técnica da pasta está no local para acompanhar a operação do equipamento.

Ainda segundo a prefeitura, a medida busca melhorar a segurança viária na região e foi adotada em conjunto com alterações pontuais nos retornos existentes no local.

“A implantação do semáforo foi feita para ampliar a segurança no encontro da avenida Vereador Narciso Yague Guimarães com a rua Rogério Tácola, prevenindo acidentes. Os dois retornos existentes na região, que tinham mão dupla de direção, passaram a ter mão única. Com isso, este retorno passou a ser utilizado apenas pelos motoristas que estão no sentido Centro/Bairro a avenida Vereador Narciso Yague Guimarães e desejam acessar a rua Rogério Tácola.” 

Para os motoristas que estão no sentido Centro e desejam acessar a pista contrária, a orientação é utilizar o retorno em volta da praça Paulo Vaz Romero.

A nota conclui dizendo que a secretaria lamenta os transtornos enfrentados na manhã de hoje e pede “a compreensão dos moradores da região, já que as medidas buscam melhorar a segurança viária de todos”.

Veja Também