Diário Logo

O Diário Logo

Prefeitura de Mogi concede transporte escolar para alunos de Taiaçupeba

Na decisão de caráter excepcional, secretaria de Educação explica que o atendimento será concedido para alunos que residam a menos de 2km da unidade escolar

21 de março de 2024

Alunos precisavam passar por trechos sem estrutura para ir até a escola | Reprodução

Reportagem de: Fabricio Mello

A partir desta semana, os alunos de Taiaçupeba poderão voltar a contar com o serviço de transporte escolar. A Prefeitura de Mogi das Cruzes decidiu atender às solicitações dos pais e responsáveis dos alunos, após uma série de três reportagens do O Diário, e conceder o serviço.

Segundo a nota da Secretaria de Educação, foi realizado um estudo e uma consulta jurídica para decidir sobre a oferta, ou não, do serviço. 

“[…] ouvindo às solicitações dos familiares, fez um estudo e também uma consulta jurídica para atender, de forma excepcional, as crianças de área rural que residem a menos de 2 km da unidade escolar e que percorrem um caminho com difícil acesso. […]”

A pasta ainda explicou que o serviço será ofertado “desde que tenha disponibilidade de vagas” no ônibus que atende as linhas da unidade escolar. Caso não haja, a prioridade de atendimento será para os alunos que residem a mais de 2km da unidade escolar. Esses dados, segundo a secretaria, serão verificados e validados pela Direção da Escola.

A secretaria ainda destaca que, quando houver a necessidade de inclusão de um novo aluno, “aquele de maior distância terá direito a vaga sobre o que reside em menor distância”.

Relembre o caso

No final do mês passado, O Diário mostrou a solicitação dos moradores, que explicaram que o transporte escolar não estava mais sendo oferecido por conta de uma revisão para adequar o serviço aos termos da Lei Municipal Nº 7410/2018.

Sem transporte, os moradores de Taiaçupeba passaram a levar as crianças para a escola a pé, utilizando estradas de terra e trechos pela mata na região. Em um dos episódios relatados ao O Diário, uma mãe encontrou uma cobra no caminho até a escola. Alguns dias depois, novas reclamações dos moradores vieram à tona. Segundo os relatos das mães, além de trechos de difícil acesso, os alunos precisavam se expor ao sol e à chuva para ir e voltar da escola.

Agora, quase um mês depois da primeira reportagem do O Diário, a prefeitura atendeu, em caráter excepcional, às demandas dos moradores de Taiaçupeba. 

Veja Também