Diário Logo

O Diário Logo

‘Baby, me Leva!’ terá cerca de 50 animais para adoção, em Suzano

Ação ocorrerá neste domingo das 10h às 17h no Parque Municipal Max Feffer

4 de abril de 2024

No total, estarão disponíveis 50 cães e gatos para adoção | Divulgação: Secom de Suzano

Reportagem de: O Diário

A quinta edição do “Baby, me leva!” acontecerá neste domingo (7) no Parque Municipal Max Feffer. A ação, que promove a adoção responsável de cães e gatos, é projeto da Secretaria de Meio Ambiente de Suzano, viabilizada por meio do Setor de Bem-Estar Animal

A atividade está prevista para ocorrer das 10 às 17 horas e contará com cerca de 50 animais disponíveis . Para levar um pet para casa, os candidatos responderão um questionário realizado por Organizações Não Governamentais (ONGs), entidades e protetores parceiros com o objetivo de garantir o bem-estar dos cães e gatos. Além disso, será preciso apresentar um documento de identidade com foto e comprovante de residência.

Os que não puderem comparecer ao evento presencialmente, mas possuem o desejo de adotar um cão ou gato, podem visualizá-los por meio do site do projeto . Após o primeiro contato, é possível agendar uma visita, momento em que passarão por uma avaliação do perfil, para, posteriormente, conhecer o pet e oficializar a adoção preenchendo um formulário destacando que o animal passa a estar sob sua responsabilidade.

Já para os interessados em participar do projeto podem entrar em contato com a pasta pelo telefone (11) 4745-2055 ou comparecer à sede do órgão, que fica localizada no Centro Unificado de Serviços (rua Paulo Portela, 210), de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

O secretário interino de Meio Ambiente de Suzano, Elvis Vieira, ressaltou que a iniciativa garante que cães e gatos possam ter um desenvolvimento saudável ao encontrar uma família que os acolha. “É muito importante encontrar tutores responsáveis para animais que precisam de um lar e os nossos eventos oferecem uma oportunidade de adoção que fomenta o cuidado adequado com os animais de estimação”, destacou o chefe da pasta.

Por sua vez, a primeira-dama Larissa Ashiuchi reforçou que adotar é um ato de amor e a concretização dessa realização é vantajosa não só para o pet, mas também para a família. “Esperamos que essa nova fase na vida dos pets e dos seus novos tutores seja repleta de muito carinho. Adotar é um ato de amor e desejamos que os animais sejam muito felizes e bem cuidados em seus novos lares e que as famílias possam desfrutar do companheirismo que eles propõem”, afirmou ela.

Veja Também