Diário Logo

O Diário Logo

‘É o que as pessoas querem’, diz Tarcísio sobre atuação da polícia na Baixada Santista

Governador disse que o “enfrentamento ao crime organizado” realizado pelos oficiais na Baixada Santista é “profissional”

9 de março de 2024

Tarcísio adotou um tema mais moderado ao falar sobre a Operação Escudo | Fabrício Mello/O Diário de Mogi

Reportagem de: Fabricio Mello

Após a declaração polêmica sobre a operação na Baixada Santista dada ontem (8), o governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), voltou a responder perguntas sobre o episódio. Durante uma coletiva de imprensa hoje (9), em Suzano, Tarcísio explicou que o enfrentamento realizado pela polícia “é o que as pessoas querem”.

O governador foi questionado sobre a repercussão de sua fala de ontem sobre a letalidade na Operação Escudo, considerada uma das mais violentas de São Paulo. “O pessoal pode ir na ONU, pode ir na Liga da Justiça, no raio que o parta, que eu não tô nem aí”, disse Tarcísio, na ocasião.

Hoje, ao voltar a abordar o tema durante a entrega de residências populares, o governador optou por um tom mais moderado e afirmou falar em nome da população ao dizer que “as pessoas querem o enfrentamento ao crime organizado”.

“Eu estou expressando um sentimento que é das pessoas, falando quase como cidadão: as pessoas querem o enfrentamento ao crime organizado. Nós estamos realizando um enfrentamento profissional”, afirmou o governador ao comentar sobre a repercussão de sua fala.

Veja fala abaixo:

Durante evento em Suzano, governador fala sobre atuação da polícia na Baixada | Fabrício Mello
Veja Também