Diário Logo

O Diário Logo

Uma reflexão sobre a limpeza pública

A população obviamente pode colaborar com o descarte do lixo nas suas calçadas nos dias e horários programados

8 de junho de 2024

Foto ilustrativa | Divulgação

Reportagem de:

“A limpeza pública precisa ser feita com efetividade”

A coleta de lixo é algo importante numa cidade, tanto na área rural como na urbana, e principalmente nesta onde o fluxo de pessoas é sempre maior.   A coleta seletiva quando feita adequada e sistematicamente também colabora com o destino dos resíduos das residências e das empresas e o quadro de limpeza pública.

A população obviamente pode colaborar com o descarte do lixo nas suas calçadas nos dias e horários programados pelas prefeituras, o que ajuda e muito na organização da coleta e evita que os volumes fiquem acumulados indevidamente e em períodos fora do horário e roteiro do serviço público.

No plano particular a limpeza de terrenos privados também compõe o quadro de manutenção da cidade, evitando-se que tais espaços sejam indevidamente utilizados para descartes irregulares atraindo insetos, roedores e odores.

Isso é o trivial, é o que se espera do Poder Público, isto é, que a limpeza, urbana principalmente, dê conta da coleta do lixo, juntamente com o trabalho de varrição das ruas, que é preciso.

Da mesma forma que uma prefeitura notifica um particular para limpeza de terreno ou calçada, cabe à mesma fazer o seu papel, primeiro o de fiscalização e depois o de manutenção dos espaços públicos.

Há cidades com um bom nível de limpeza urbana, porém, falhas existem. Em  Mogi das Cruzes mesmo temos espaços públicos que ficam sem a devida atenção, com ruas onde a varrição acaba sendo feita de modo incompleto, mostrando um certo descuido.

Esse é um tema corriqueiro, mas em ano eleitoral devemos justamente olhar para aquilo que o Poder Público oferece (ou não) e extrair se de fato há contínuo tratamento do visual do município no quesito limpeza, olhando principalmente no bairro em que vivemos, se temos efetividade ou apenas maquiagem pela proximidade de eleições, como agora em 2024.

Veja Também