Diário Logo

O Diário Logo

Agentes das linhas Safira e Coral da CPTM usam câmeras corporais

Usuários das linhas 11 e 13 que atendem cidades da região do Alto Tietê já acompanham a presença dos agentes de segurança da CPTM que estão a utilizando bodycams – câmeras acopladas aos uniformes para filmagem e gravação de ocorrências que afetam a segurança dos trens. Os colaboradores usam um uniforme de cor marrom pardo […]

10 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

Usuários das linhas 11 e 13 que atendem cidades da região do Alto Tietê já acompanham a presença dos agentes de segurança da CPTM que estão a utilizando bodycams – câmeras acopladas aos uniformes para filmagem e gravação de ocorrências que afetam a segurança dos trens. Os colaboradores usam um uniforme de cor marrom pardo que os diferenciam dos demais, que usam trajes pretos, com coletes verdes. As câmeras não estarão ligadas em tempo integral.

De acordo com o governo do Estado, 160 câmeras serão utilizadas por agentes próprios da companhia e ficarão ligadas durante todo o período de uso. A gravação será acionada a partir do momento em que for observado que uma situação pode sair do controle desses colaboradores, segundo explica o governo do Estado.

O site Diário do Transporte informa que os equipamentos adquiridos serão usados por 25% do grupo de servidores que atuam na segurança dos usuários, estações e trens.

No final de semana, agentes foram vistos em estações da região, como a de Suzano. A CPTM busca inibir a venda de produtos por ambulantes, a mendicância no interior dos trens e outras ocorrências.

Os agentes passaram por treinamento prévio. “Esperamos um efeito civilizador dentro do sistema. Queremos que o uso da câmera pelos nossos agentes ajude a coibir práticas proibidas no sistema, como comércio ambulante, desacato e até outros crimes mais graves”, afirma Iran Figueiredo Leão, Gerente de Segurança da CPTM.

As cinco linhas da companhia terão agentes munidos de câmeras. “Assim como imagens dos nossos trens e estações, as imagens ficarão à disposição da companhia e serão encaminhadas imediatamente à autoridade policial assim que solicitadas”, explica o gerente.

Com a utilização das bodycams, a estatal prevê uma redução das abordagens e intervenções, visto que o infrator poderá se inibir e não praticar o delito. “As imagens também servem como evidências em processos judiciais, além de propiciarem redução de denúncias e reclamações”, completa Iran.

A licitação para a compra das câmeras contemplou também a aquisição de 12 estações para o download de imagens. O contrato para a compra das câmeras foi fechado em 18/07/2022 pelo valor de R$ 421 mil.

“Com essa nova tecnologia à disposição da nossa equipe de segurança, fortalecemos o nosso compromisso de garantir uma viagem segura para os nossos passageiros”, afirma Pedro Moro, presidente da CPTM.

Veja Também