Diário Logo

Notizia Logo

Equipe médica decidirá como retirar espinhas do intestino de Costa Neto

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, passou a noite no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde deverá permanecer até que a equipe sob o comando do médico Raul Cutait, especializada em gastroenterologia, decida o que deverá ser feito para a retirada de duas espinhas de peixe que se encontram alojadas no intestino do […]

11 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, passou a noite no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde deverá permanecer até que a equipe sob o comando do médico Raul Cutait, especializada em gastroenterologia, decida o que deverá ser feito para a retirada de duas espinhas de peixe que se encontram alojadas no intestino do político.

As atenções dos médicos estão voltadas somente para a questão gastrointestinal, já que os exames realizados nas últimas horas descartaram totalmente qualquer problema de origem cardiovascular, como chegou a ser aventado inicialmente, logo que ele deu entrada na unidade do Hospital Sírio-Libanês, em Brasília, no início da noite de domingo (9).

Um amigo com quem Costa Neto conversou, por telefone, na manhã desta terça-feira (11), afirmou que “Valdemar está muito bem, louco para deixar o hospital, mas sabendo que só receberá alta após a solução definitiva de seu problema”.

O presidente liberal está sob permanente observação médica e medicado, à espera do que deverá ser feito pela equipe médica.

Do Maranhão
Costa Neto chegou a Brasília, no domingo, vindo de São Luís, no Maranhão, onde havia passado a Semana Santa. Ele apresentava um forte mal-estar, o que levou a se internar no hospital da Capital Federal, onde os médicos, a princípio, chegaram a avaliar um possível risco de infarto, devido a vida agitada e estressante do político. Um cateterismo chegou a ser marcado para a manhã de segunda-feira (10), mas acabou sendo descartado, a princípio, depois que os exames indicaram a presença de três espinhas de peixe em seu organismo: uma no estômago, retirada durante uma endoscopia, e duas no intestino.

Costa Neto foi, então, transferido para São Paulo, onde chegou por volta de 17h30 desta segunda-feira, e foi imediatamente levado para a matriz do Hospital Sírio-Libanês, onde atua o médico que acompanha o presidente do PL há algum tempo, o geriatra José Antonio Esper Curiati. 

Novos exames foram feitos e após haver sido descartado qualquer problema cardiovascular, as atenções de uma nova equipe médica, agora sob o comando do conhecido médico gastroenterologista Raul Cutait, passou a cuidar do paciente. Caberá a essa equipe médica, após as primeiras avaliações, decidir sobre o procedimento a ser adotado para a retirada das duas espinhas de peixe que ainda se encontram alojadas no intestino de Costa Neto. 

A princípio, haviam sido aventadas duas hipóteses, por observadores médicos que não tiveram contato com o paciente: a espera pela excreção natural das espinhas pelo próprio organismo ou a realização de uma cirurgia por laparoscopia. A laparoscopia é uma abordagem cirúrgica destinada ao tratamento de diversas doenças na região abdominal e pélvica. 

A cirurgia laparoscópica ocorre através da realização de três a seis pequenos furos na região que necessita ser operada, por onde entra uma microcâmera com uma fonte de luz para observação do interior do organismo. 

Também são introduzidos os instrumentos necessários para corte ou remoção de órgãos ou partes afetadas. Ou até objetos estranhos, no caso de Costa Neto, as espinhas de peixe.

VEJA TAMBÉM: Uma outra preocupação ronda o presidente do PL, Valdemar Costa Neto: golpistas estão se passando por ele para aplicar golpes pelo WhatsApp.

Veja Também