Diário Logo

O Diário Logo

Mais uma vez, forte mau cheiro é sentido por moradores de bairros de Mogi

Um fedor foi sentido por moradores de bairros como Braz Cubas, Jardim Aracy e o Rodeio na madrugada desta quarta-feira (5). O Diário tem apresentado esses casos que são motivo de reclamação  principalmente de moradores da região da Vila Estação, onde estão localizadas empresas instaladas na Vila São Francisco. Na madrugada de hoje, o mau […]

5 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

Um fedor foi sentido por moradores de bairros como Braz Cubas, Jardim Aracy e o Rodeio na madrugada desta quarta-feira (5). O Diário tem apresentado esses casos que são motivo de reclamação  principalmente de moradores da região da Vila Estação, onde estão localizadas empresas instaladas na Vila São Francisco.

Na madrugada de hoje, o mau cheiro gerou reclamações recebidas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), que apura possíveis causas da poluição.

Reclamações de famílias que residem em Braz Cubas são frequentes e já houve, no passado, vistorias a empresas localizadas na região – o problema é que, apesar disso, a soltura de gases com cheiro nauseante não é combatida, como revelam reportagens antigas.

O problema é que, apesar de serem acionados, os técnicos da Cetesb não costumam detectar a origem do problema que tem sido relatado durante a madrugada e as primeiras horas da manhã.

A moradora Maria de Fátima Paulino, que é líder comunitária naquela região, conta que o mau cheiro constante ser constante e, nos dias de calor, as casas não podem ficar com as janelas abertas. “O mau cheiro é constante”, comentou, ontem.

Ela afirma que o mais complicado é que não há como precisar a origem da poluição. “Tenho amigas que residem em outras regiões, como as proximidades do Sesi, que também reclamam. É difícil saber como começa”, diz, acrescentando, no entanto, que tem sido uma situação constante.

Em outubro passado, quando este jornal relatou tal situação, a fiscalização não encontra o incômodo relatado. 

O fedor tem incomodado famílias da região de Braz Cubas há anos, especialmente no início do mês, como O Diário já noticiou no ano passado (relembre aqui).

Veja Também