Diário Logo

Notizia Logo

Mogi registra mais de 1,2 mil furtos no primeiro trimestre; índices criminais sobem

As delegacias de Polícia em Mogi das Cruzes registraram 1.229 casos de furtos no primeiro trimestre deste ano, dos quais 446 ocorreram em março. No mesmo período de 2022, foram 1.005 ocorrências, resultando em um aumento de 22,2%. Ao longo dos três primeiros meses deste ano, 234 veículos foram furtados na cidade, sendo 71 em […]

26 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

As delegacias de Polícia em Mogi das Cruzes registraram 1.229 casos de furtos no primeiro trimestre deste ano, dos quais 446 ocorreram em março. No mesmo período de 2022, foram 1.005 ocorrências, resultando em um aumento de 22,2%.

Ao longo dos três primeiros meses deste ano, 234 veículos foram furtados na cidade, sendo 71 em março – o menor volume do ano – contra 75 em fevereiro e 88 em janeiro. No primeiro trimestre de 2022, o total chegou a 140, apontando aumento de 67% no ano.

VEJA A ENTREVISTA: Comandante do CPAM-12 quer união de forças para combater crime em Mogi

As estatísticas criminais de março foram divulgadas nesta terça-feira (25) pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP).

No mês anterior, a cidade registrou apenas um roubo de carga, enquanto em fevereiro e janeiro foram 4 e 3, respectivamente. Os dados indicam que o crime também aumentou em comparação com o início de 2022, quando foram registrados 7 casos nas delegacias.

Durante os primeiros três meses de 2022, a cidade registrou 21 casos de estupro. No mesmo período deste ano, foram 36 casos – aumento de 71%.

Em relação ao número de homicídios dolosos, o município empatou com o ano passado, tendo registrado 5 casos em cada período.

Mogi não registrou casos de roubo a banco neste ano ou em 2022 e também não houve registro de latrocínio.

Um indicativo criminal que apresentou leve queda foram os roubos totais, que passaram de 290 nos três primeiros meses de 2022 para 288 entre janeiro e o final de março deste ano.

Quanto aos roubos de veículos, já foram registrados 105 neste ano, sendo 36 em março (nos meses anteriores foram 27 e 42). Somando os mesmos meses do ano passado, houve 46 casos – aumento de 128%.

LEIA TAMBÉM: SP registra alta de homicídios, estupros, furtos e roubos em março

Veja Também