Diário Logo

O Diário Logo

Mulher é presa por homicídio de companheiro venezuelano, em Itaquá

Uma mulher venezuelana identificada como Mariangel Marbelis Nunez Arocha foi presa nesta terça-feira (18) em Itaquaquecetuba, acusada de ter assassinado seu companheiro, Chafik Geomel Fernandez Rachid. O crime ocorreu na madrugada do dia 3 de abril, quando a vítima recebeu uma facada certeira em seu tórax, levando-o a óbito.  De acordo com o esclarecimento do […]

18 de abril de 2023

Reportagem de: O Diário

Uma mulher venezuelana identificada como Mariangel Marbelis Nunez Arocha foi presa nesta terça-feira (18) em Itaquaquecetuba, acusada de ter assassinado seu companheiro, Chafik Geomel Fernandez Rachid. O crime ocorreu na madrugada do dia 3 de abril, quando a vítima recebeu uma facada certeira em seu tórax, levando-o a óbito. 

De acordo com o esclarecimento do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) da Delegacia Seccional de Polícia de Mogi das Cruzes – que investiga o caso – o crime foi praticado com requintes de crueldade e malvadez, “demonstrando a frieza e desumanidade da autora do crime”.

O SHPP informou que a causa da morte da vítima se deu por “choque hipovolêmico ocasionado por hemorragia interna aguda, devido à ação de instrumento cortante, provocado por agente cortante”.

O delegado Rubens José Angelo conta que SHPP descobriu que Mariangel foi a autora do crime por meio de um “intenso trabalho de investigação e de inteligência policial”. A acusada, em seu interrogatório, alegou ter tido uma briga com seu companheiro e, durante a discussão, desferiu uma facada em seu tórax, alegando que ele havia tentado agredi-la.

Ela contou ainda que o companheiro a agredia, porém, não registrou nenhuma ocorrência, segundo narra o SHPP. 

Mariangel foi representada à 2ª. Vara Criminal da Comarca de Itaquaquecetuba para fins de concessão de mandado de prisão temporária, que foi deferido pelo juízo.

Hoje, em cumprimento ao mandado de prisão temporária, o Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) obteve sucesso na prisão-captura da indiciada.

Ressalta-se que o crime ocorreu em uma área de refugiados na Estrada Valter da Silva Costa, na Vila Sonia, em Itaquaquecetuba. A vítima e a acusada eram venezuelanos.

O caso continua sendo investigado pelo SHPP.

Veja Também