Diário Logo

O Diário Logo

Mulher que transportava drogas para amiga é presa em Mogi

Ao todo, a suspeita estava com 144 porções de substâncias escondidas dentro de uma bolsa; houve tentativa de fuga, mas ela foi capturada pela PM

5 de junho de 2024

Suspeita e as drogas foram encaminhadas para a Delegacia Central de Flagrantes, para apresentação ao delegado | Polícia Militar/Divulgação

Reportagem de: Ana Lívia Terribille

A Polícia Militar prendeu ontem (4) mais uma mulher envolvida com o tráfico de drogas, em Mogi das Cruzes. Ao todo, a suspeita estava com 144 porções de substâncias ilícitas e, segundo seu relato à polícia, estava transportando a droga para uma amiga.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, os PMs realizavam patrulhamento pela Avenida Júlio Simões, em Mogi das Cruzes, quando avistaram uma mulher saindo de um carro segurando uma bolsa.

Ao notar a presença dos agentes, a mulher demonstrou atitudes suspeitas, como nervosismo e, em seguida, parou de caminhar. Os policiais, que repararam o comportamento, decidiram proceder com a abordagem.

No momento em que a viatura seguiu em direção à mulher, a suspeita arremessou a bolsa que estava segurando e subiu a rua correndo. Apesar da tentativa de fuga, foi capturada metros à frente.

Os policiais averiguaram a área e, próximo a um veículo, encontraram a bolsa jogada pela mulher. Dentro dela havia 25 porções de cocaína, 57 porções de crack e 62 porções de maconha. Ao todo, foram contabilizadas 144 substâncias.

A mulher, já capturada pelos PMs, disse que estava transportando a bolsa a pedido de uma amiga. Foi dada voz de prisão em flagrante.

Os policiais conduziram a suspeita para a Delegacia Central de Flagrantes para apresentação ao delegado. Ela permaneceu presa.

Caso recente

Durante os desdobramentos desta mesma semana, mais um incidente relacionado ao tráfico de drogas veio à tona em Biritiba Mirim. Uma segunda mulher foi detida em flagrante pelas autoridades. Segundo informações reveladas pela suspeita durante o interrogatório policial, ela estava envolvida em atividades ilícitas, recebendo uma quantia semanal de R$ 500 para armazenar e distribuir entorpecentes.

Assim como este caso reportado hoje (5) pelo O Diário, a mulher também escondia as drogas dentro de uma bolsa, utilizando-a como meio de transporte para posterior distribuição aos usuários.

Veja Também