Diário Logo

O Diário Logo

Homem embriagado atropela e mata pedestre em Suzano

Caso ocorreu na madrugada do último sábado (01/06) e foi registrado como homicídio culposo

2 de junho de 2024

Carro foi periciado e o caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor na Delegacia de Suzano | Regiane Bento

Reportagem de: Fabio Pereira

Um homem morreu na Rodovia Henrique Eroles (SP-066), em Suzano, após ser atropelado por um motorista embriagado que trafegava na via. O caso, que recebeu apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), ocorreu no último sábado (01/06), por volta das 4 horas da manhã. 

Ao receber o chamado, os agentes foram até o local, onde já havia uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou o óbito da vítima. O carro foi periciado e o caso foi registrado junto à Delegacia de Suzano como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

O local foi isolado até a chegada da Polícia Civil, que está investigando o caso. A equipe de O Diário entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), mas o nome da vítima não foi divulgado. Contudo, a pasta estadual informou que o homem atropelado foi um músico, de 47 anos. Ele não resistiu aos ferimentos a tempo de ser encaminhado ao hospital. 

O suspeito, por sua vez, foi submetido ao teste de etilômetro, que deu positivo para ingestão de alcóolica. A ação funciona por meio de reações químicas para indicar a presença de álcool etílico no sangue de uma pessoa. Como a bebida alcoólica ingerida é absorvida pela boca, garganta, estômago, intestinos e corrente sanguínea, ela pode ser identificada facilmente pelo hálito de um indivíduo.  

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a lei estabeleceu tolerância de 0,06% de álcool no sangue. Uma concentração superior rendia uma infração gravíssima com multa multiplicada por cinco, suspensão do direito de dirigir e recolhimento do veículo. Motoristas envolvidos em acidentes e com sinais de embriaguez devem se submeter ao teste do bafômetro.

Veja Também