Diário Logo

O Diário Logo

Após concessão, César de Souza deve ter estação de trem construída até 2032

Projeto também prevê que as viagens ocorram a cada três minutos, com capacidade para atender, em média, 696 mil pessoas em dias úteis até 2040

29 de junho de 2024

Trem da Linha 11-Coral | Divulgação - Alexandre Moreira

Reportagem de: Fabio Pereira

Após a concretização da concessão da Linha 11-Coral da Companhia Paulista de trens Metropolitanos (CPTM), a esperada Estação César de Souza, que dá nome a um dos distritos de Mogi das Cruzes, deve ser finalizada até 2032. De acordo com o projeto do Estado, a unidade será construída entre os bairros Jardim Bela Vista e Vila Paulicea. 

O Diário apurou, em audiência pública realizada na sexta feira da semana (22/06), que o local escolhido para receber a instalação das obras fica ao lado da atual estação já existente no distrito, que, atualmente, passa por processo de tombamento histórico e será preservada. O espaço deverá contar com elevadores e escadas rolantes fixas nos acessos à Estação, bicicletário, além de um prédio anexo onde serão instaladas salas técnicas para operação. 

Além disso, o projeto de extensão da Linha 11-Coral também prevê que as viagens ocorram a cada três minutos, com capacidade para atender, em média, 696 mil pessoas em dias úteis até 2040. A medida poderá ser eficaz para reduzir e amenizar a superlotação enfrentada pelos mogianos diariamente, principalmente nos horários de pico. 

LEIA TAMBÉM

Para que a medida funcione, haverá a reforma nas Estações Palmeiras-Barra Funda, Luz, Tatuapé, Corinthians-Itaquera, Dom Bosco, José Bonifácio, Ferraz de Vasconcelos, Poá e Suzano. O projeto também destaca a reconstrução das Estações Estudantes, Jundiapeba, Braz Cubas e Mogi das Cruzes

A qualificação do Programa de Parcerias de Investimentos do Estado de São Paulo (PPI-SP) já foi aprovada, bem como a fase de estudos. Agora, deve haver a publicação do edital, em setembro; o leilão, que irá definir a empresa vencedora, em dezembro; e a assinatura de contrato, em março de 2025. Mais informações podem ser consultadas por meio do site da Secretaria de Parcerias em Investimentos do Estado de São Paulo.

Veja Também