Diário Logo

O Diário Logo

Homem que se passava por policial civil é preso em Suzano

PM encontrou também um par de algemas e uma arma falsa dentro do veículo em que o suspeito estava; indivíduo aguardará a audiência de custódia na cadeia pública de Mogi

26 de junho de 2024

Homem foi localizado em um veículo que estava registrado no sistema de radares inteligentes sobre um possível envolvimento na tentativa de sequestro | Polícia Militar/Divulgação

Reportagem de: Ana Lívia Terribille

Um homem foi preso em flagrante esta semana em Suzano portando uma arma falsa, um par de algemas e um distintivo idêntico ao da polícia civil do estado de São Paulo. Ele se passava por um policial civil.

Ele foi localizado em um veículo que estava registrado no sistema de radares inteligentes sobre um possível envolvimento na tentativa de sequestro a um comerciante da zona leste da capital.

De acordo com informações da Polícia Militar, os agentes estavam em patrulhamento pela região de Suzano na segunda-feira (24), quando receberam um alerta sobre um veículo Ford/Fiesta, que havia participado de um sequestro, circulando pela Rua Prudente de Morais, no centro da cidade.

A equipe encontrou o suspeito e procedeu com a abordagem. Questionado sobre seu destino, ele afirmou estar indo para Itaquaquecetuba. Durante a verificação, foi constatado que tanto o licenciamento do veículo quanto a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) estavam vencidos.

Durante a busca no veículo, os policiais encontraram debaixo do banco do passageiro, dentro de uma bolsa, um par de algemas, um distintivo idêntico ao utilizado por policiais civis e uma arma falsa. Além disso, foram encontrados documentos relacionados a pesquisas criminais.

Questionado novamente, dessa vez sobre o cadastro do suposto sequestro que teria participado e os produtos, o suspeito negou ter conhecimento sobre tal e disse que adquiriu os objetos na capital paulista.

O homem foi preso em flagrante por usurpação de função pública e por utilizar publicamente um distintivo de função que não exerce. Ele foi levado para a delegacia e aguardará a audiência de custódia na cadeia pública de Mogi das Cruzes.

O veículo usado por ele, bem como os objetos, foram apreendidos pela PM e serão submetidos a exames periciais.

Caso semelhante

No início do mês, a redação de O Diário noticiou um caso semelhante em Ferraz de Vasconcelos. Um trio de criminosos utilizou réplicas de distintivos da polícia civil em uma tentativa de furto a uma residência. Todos foram presos.

Veja Também